IRepórter

Caboclo é afastado por assédio, mas antes promete troca de Tite por Renato Gaúcho na terça

Foi anunciado, neste domingo (6/6), o afastamento, por 30 dias, do então presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Rogério Caboclo. A decisão vem após acusação de assédio sexual e moral por uma funcionária, o que ele nega.

Agora, quem assume é o vice mais velho, Antônio Carlos Nunes. Uma reunião entre os diretores e vice-presidentes foi convocada para a manhã desta segunda-feira (7), no Rio de Janeiro.

CBF, BOLSONARO, TITE E RENATO GAÚCHO

O momento é de atrito entre comissão técnica e jogadores da Seleção Brasileira antes da Copa América. Isso porque Tite e alguns atletas estão insatisfeitos com a realização da competição no Brasil. O treinador Tite e o capitão do elenco, Casimiro, chegaram a falar sobre isso publicamente, o que mexeu com os ânimos de dirigentes da CBF e do governo federal.

Inclusive, segundo informação do jornalista esportivo André Rizek, Rogério Caboclo prometeu ao presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), a troca de Tite por Renato Gaúcho ainda nesta terça-feira (8), após o jogo contra o Paraguai, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo.

Desde que se manifestou contra a realização da Copa América no Brasil – em razão da situação da pandemia no país -, Tite vem sendo atacado por apoiadores do governo Bolsonaro. Renato Gaúcho, por sua vez, é apoiador declarado deste governo.  (aratuon)


Curta e Compartilhe.


Leia Também

Open chat