Por IRepórter

Aproximadamente 300 trabalhadores da empresa Tabocas foram submetidos à coleta de sangue para teste de Covid-19. As amostras foram coletadas nesta sexta-feira (26) por um laboratório particular, no canteiro de obras da própria empresa, no perímetro urbano de Itapetinga.

As informações apuradas pelo site IREPÓRTER dão conta que os trabalhadores foram dispensados depois do procedimento médico. Eles deverão retornar ao trabalho a partir da próxima quarta-feira (1º) após resultado do exame.

Na empresa existem trabalhadores de municípios como Itapetinga, Vitória da Conquista, Caatiba, Itororó, além dos estados de Minas Gerais, Paraná e outros.

Essa atitude da Tabocas acontece após 62 funcionários da empresa terem sido infectados em Macarani.

A prefeitura de Itapetinga também exigiu que a empresa suspendesse as atividades, até apresentar exames de todos funcionários.

Trabalhadores ouvidos pela reportagem disseram que frequentemente estão sendo vítimas de preconceito por moradores de Itapetinga, como se eles tivessem culpa pela existência do vírus na cidade.

“É muito chato você chegar no mercado ou padaria e alguém ficar fazendo piadinhas, brincadeiras com uma coisa tão séria . Não temos culpa pelo que tá acontecendo na empresa”, disse um trabalhador, que pediu para não ser identificado.

“Eu estou cansado de ver pessoas olhando atravessado para mim como se eu fosse bicho, um monstro que contaminou todo mundo”, disse outro funcionário, que também prefere o anonimato.

A empresa Tabocas ainda não comentou o caso.

Veja também:

Confira (em vídeo) o resumo da semana! São notícias de Itapetinga e região

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui