No Brasil, dos pacientes mais graves com Covid-19 e que precisam de entubação, apenas um em cada três se recupera e consegue voltar para casa. O dado consta em um levantamento do Projeto UTIs Brasileiras, da Associação de Medicina Intensiva Brasileira (Amib) e do Epimed, ferramenta de análise de dados e desempenho hospitalar.

As entidades constataram que a mortalidade dos doentes mais graves no Brasil é de 66%. Reportagem do Estadão destaca que o número é muito alto quando comparado a situação de outros países. 

Na visão de especialistas, o índice está relacionado às precariedades do sistema de saúde brasileiro. Eles também aponta uma relação entre a mortalidade e o uso indiscriminado de medicamentos sem benefícios comprovados cientificamente, a exemplo da cloroquina.

Segundo a reportagem, a coleta de informações foi feita entre os dias 1º de março e 15 de maio em 450 hospitais em todo o Brasil, envolvendo 13.600 leitos de terapia intensiva. O número equivale a cerca de um terço das vagas para adultos nessas unidades.

(BN)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui