Mulher em gravidez de risco tem encaminhamento de cesariana negado em hospital de Itapetinga

3

Por IRepórter/Eudo Mendes

A família da dona de casa Cleidiane Oliveira dos Santos entrou em contato com o site IRepórter para tornar público o sofrimento que está vivendo, após a mulher de 20 anos ter o encaminhamento da cesariana negado pelo Hospital Cristo Redentor, administrado pela Fundação José Silveira.

A gestante que está entrando na 40ª semana de gestação contou a reportagem que esteve por duas vezes na unidade médica. Ela informou que estava sentindo dores de parto, apresentou o encaminhamento da Secretaria de Saúde de Itapetinga, mas no hospital negou fazer o procedimento médico.

“Me mandaram voltar ao hospital quando eu estivesse perdendo sangue”, disse.

No receituário, devidamente assinado por uma médica do posto de saúde do Bairro Camacã, fica evidente que a gravidez de Cleidiane é de risco.

A situação da jovem se torna ainda mais delicada porque ela passou por uma cesariana recentemente.

Esse detalhe consta no encaminhamento feito pela médica que atendeu a moça. Cleidiane disse ainda que o hospital pretende realizar um parto forçado.

“Eu e minha filha correm risco de vida”, lamentou a dona de casa.

Além da gestante, todos da família estão muito preocupados.

O outro lado:

Procurada pela reportagem, a diretora do hospital, Bárbara Matos, disse que o médico deve avaliar a paciente para saber qual tipo de parto deve ser realizado. Disse ainda que a unidade está á disposição dos moradores.

“Sugiro então se ela estiver apresentando sinais de trabalho de parto ir ao hospital para ser avaliada pelo obstetra”, informou a diretora.

Curtir no Facebook

Veja Também

3 COMENTÁRIOS

  1. Quwr dizer que com 20 snos ja tem dois filhos? kd o pai, deveria era ligar no próprio parto! Por isso que o pais está desta forma, falta de controle de natalidade! Ai vai também querer chá de bebê, kkkk o pai que assuma!

    • A questão aqui não é a quantidade de filhos que ela tem, e sim o risco que ela está correndo. Se o parto é de risco ela deve ser encaminhada sim com todos os cuidados devidos.

  2. É um absurdo, passei pelo parto forçado que é algo corriqueiro aqui na nossa cidade é muito sofrimento para o bebê e para a mãe, meu filho teve sérios problemas neurológicos, sobreviveu por pouco mais de seis meses…

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui