IRepórter

Itororó| Obreiro de igreja, preso por estuprar várias crianças, confessa crime

Foto: ireporter.blog

Oficialmente, cinco meninos foram estuprados por um obreiro de uma igreja evangélica na cidade de Itororó, no Médio Sudoeste da Bahia.

Uma das mães, que não será identificada pela reportagem, disse que fazia parte da mesma igreja que o investigado, mas, nunca suspeitou de nada ilícito por parte do religioso. O obreiro, 50 anos, também participava dos eventos da igreja fora do templo.

Apesar de não suspeitar do obreiro, a mulher conta que começou a estranhar o comportamento do filho, hoje com 14 anos. “Ele ficou antissocial. Antes, ele gostava muito de ir pra roça. Agora, as pessoas chegam em casa e ele vai pro quarto”, destacou a moradora.

Ela passou 8 anos tentando entender o que havia acontecido com o filho, até que na última sexta-feira (21), o próprio menino contou que tinha sido estuprado por duas vezes pelo obreiro.  A primeira vez aconteceu durante um evento da igreja, a segunda vez aconteceu numa horta de propriedade do acusado. Na época, o menino tinha 6 anos.

Outras quatro crianças (todas do sexo masculino), acompanhadas de seus pais ou responsáveis, prestaram depoimento na delegacia local.

Segundo a Polícia Civil, o acusado prestou depoimento, confessou o crime, mas foi liberado. Isso porque não cabia mais flagrante nem existia mandando de prisão em aberto em desfavor do investigado.

A delegada titular de Itororó, Déborah Soares, pediu a prisão preventiva do investigado.  A justiça aceitou o pedido. O homem foi preso nesta quarta-feira (26) no Centro da cidade.

A polícia acredita que novas vítimas devam procurar a delegacia nas próximas horas, pois há informações de que outros meninos tenham sido estuprados pelo obreiro.

“Eu só quero que ele não faça isso com mais ninguém”, destacou a mãe de uma da vítima, em contato com o site iRepórter .

Já conhece o perfil do iRepórter no Instagram ? Siga e fique por dentro das notícias

Clique AQUI para mais notícias de Itapetinga, Conquista e região


Curta e Compartilhe.


Leia Também

Open chat