IRepórter

Mais Notícias

‘Tá com a sua mãe’, responde Bolsonaro sobre paradeiro de Queiroz

Enquanto cumprimentava apoiadores no portão do Palácio da Alvorada na manhã deste sábado, o presidente Jair Bolsonaro rebateu com irritação a pergunta de um homem que estava no local sobre Fabrício Queiroz, ex-assessor de seu filho Flávio Bolsonaro.
— Tá com a sua mãe — disse o presidente, que usava um capacete e se preparava para voltar a pilotar uma moto dentro das dependências do palácio.
Até então, Bolsonaro conversava amistosamente com cerca de 20 simpatizantes e era saudado por eles. O comentário do homem, que não foi identificado pela reportagem, ocorreu, portanto, fora do contexto.
Flávio e Queiroz, seu ex-motorista e amigo da família Bolsonaro, Queiroz são alvo de procedimento investigatório do Ministério Público do Rio de Janeiro iniciado a partir de relatórios do hoje extinto Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) — hoje Unidade de Inteligência Financeira (UIF).
O órgão identificou uma movimentação suspeita de R$ 1,2 milhão na conta de Queiroz e também na conta de Flávio. Em um mês, foram 48 depósitos em dinheiro, no total de R$ 96 mil.
Em fevereiro deste ano, Queiroz depôs por escrito ao MP-RJ e admitiu que ficava com parte dos salários dos funcionários do gabinete de Flávio, mas garantiu que o parlamentar não tinha conhecido das suas ações. O depoimento, no entanto, não sanou todas as dúvidas dos investigadores.
Mesmo após os esclarecimentos, o Ministério Público do Rio entrou com um pedido de quebra de sigilo fiscal e bancário de Flávio, Queiroz e outros envolvidos na investigação. O argumento era de que existem indícios de organização criminosa no gabinete do filho do presidente. A Justiça do Rio autorizou em abril o procedimento requisitado pela investigação, que está suspensa desde julho por decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Toffoli.

VEJA MAIS’Só pelo bafo, não vai ter emprego’, diz Bolsonaro a apoiadorBolsonaro sobre decisão de Lula: ‘direito dele ficar preso’Eduardo Costa revela que teve prejuízo de R$ 5 milhões por apoiar BolsonaroBolsonaro quer um nome ‘terrivelmente evangélico’ na Ancine
Apesar de não ser considerado foragido pela Justiça e nem esperado para depor às autoridades, Queiroz desapareceu por meses e aumentou a desconfiança que paira sobre ele diante dos indícios investigados pelo MP-RJ de que administrava uma “rachadinha” no gabinete de Flávio na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), recolhendo de funcionários parte de seus salários como condição para que fossem contratados. A cronologia do caso Queiroz
Meses depois da última aparição, Queiroz foi localizado pela revista “Veja” no fim de agosto. A publicação informou que ele passou a morar no Morumbi, bairro nobre da zona sul de São Paulo, e seguia em tratamento contra o câncer num dos hospitais mais caros do Brasil, o Albert Eistein. (Globo)

Programe-se: saiba quais são as possíveis estreias dos cinemas

E então, está animado para ver aquele filme nas telonas? Confere aqui em nossa lista as possíveis estreias no cinema para esta essa semana. Tem filmes de drama, terror e ação que prometem agitar as sessões do cinema. Fique ligado em todas as novidades das telonas através da nova Agenda iBahia, Vibes!

Projeto Gemini
Gênero:
 Ação/Ficção Científica
Sinopse: O melhor assassino do mundo está ficando velho e menos confiável. Por isso seus chefes decidem eliminá-lo criando um clone mais novo e mais forte com a tarefa de exterminá-lo.

Morto Não Fala
Gênero: Terror/Suspense
Sinopse: Plantonista de um necrotério, Stênio (Daniel de Oliveira) possui um dom paranormal de se comunicar com os mortos. Trabalhando a noite, ele já está acostumado a ouvir relatos do além. Porém, quando essas conversas revelam segredos sobre sua própria vida, o homem ativa uma maldição perigosa para si e todos a sua volta.

O Pintassilgo
Gênero: Drama
Sinopse: Um atentado terrorista no Metropolitan Museum of Art, em Nova York, modifica para sempre a vida do jovem Theodore Decker (Oakes Fegley). Além de sua mãe falecer no evento, ele é incentivado por um desconhecido a levar consigo um quadro lá exposto, O Pintassilgo, além de um anel com o brasão de sua família. Nos dias seguintes Theo recebe o abrigo da sra. Barbour (Nicole Kidman) e, ao pesquisar sobre o brasão, conhece Hobie (Jeffrey Wright), um vendedor de antiguidades que agora é o tutor de Pippa (Aimee Laurence), filha do homem desconhecido, que também estava no museu no momento do atentado. Tal encontro modifica para sempre a vida do garoto, seja por seu interesse no mercado de antiguidades ou mesmo pela paixão que nutre pela jovem.



Greta
Gênero: Drama
Sinopse: Pedro (Marco Nanini) é um enfermeiro de 70 anos que trabalha em um hospital público de Fortaleza. Sua melhor amiga é Daniela (Denise Weinberg), artista transexual que enfrenta graves problemas de saúde. Quando ela precisa ser internada, mas não encontra leito disponível, Pedro sequestra um paciente recém-chegado, Jean (Démick Lopes), e o abriga em sua casa. Inicialmente, o enfermeiro tem medo do rapaz agressivo, que se esconde da polícia por ter assassinado um homem a facadas. Depois, nasce entre eles uma relação de cumplicidade e afeto.

Eu Sinto Muito
Gênero: Drama
Sinopse: Um cineasta está produzindo um documentário sobre transtornos de personalidade borderline. Para isso, ele acompanha três pessoas que apresentam alguma crise e/ou instabilidade emocional, que têm dificuldades em manter relações interpessoais, seja por terem sofrido algum tipo forte de trauma ou não. 

Em Guerra
Gênero: Drama
Sinopse: A administração da fábrica Perrin Industrie decide pelo fechamento total da empresa. Tendo o acordo feito dois anos antes desprezado e as promessas não respeitadas, os 1100 funcionários, liderados por seu porta-voz Laurent Amedeo (Vincent Lindon), recusam esta decisão brutal e vão fazer de tudo para salvar seus empregos.

A Princesa de Elymia
Gênero:
 Animação
Sinopse: Zoé é uma menina de 10 anos, que tem sua vida mudada quando acha o portal para o Reino de Elymia na Pedra da Gávea. Por ser herdeira dos poderes mágicos que podem salvar este mundo, ela precisa aprender a usar a magia para derrotar bruxos, dragões e monstros. (Ibahia)

Resumo de ‘Bom Sucesso’: capítulos de 14 a 19 de outubro

14OUTSegunda-feira

Nana promete a Sofia que tentará trazer Paloma de volta. Gisele tenta se livrar de Diogo, que aparece em sua casa no momento em que ela está com Yuri. Padre Paulo convence Alice a acompanhar Nana até sua casa para falar com Paloma. Silvana confessa a Mario seu medo de não voltar a enxergar. Paloma decide ir até a casa de Alberto com Nana. Yuri desiste de Gisele quando sabe que ela tem um amante. Marcos sofre com a possibilidade de perder o pai. Alberto fica emocionado ao acordar e ver Paloma a seu lado.

15OUTTerça-feira

Alberto diz a Paloma que ela lhe trouxe a alegria de volta. Marcos agradece Paloma. Ramon hostiliza Waguinho, que é defendido por Elomar e Francisca. Nana pede a Paloma para voltar a trabalhar na mansão. Mario avisa a Silvana que o médico disse que há chances de sua visão voltar com o tempo. William aconselha Gisele a esquecer Diogo e ficar com Yuri. Marcos avisa a Natasha que não quer compromisso com ela. Paloma pede a opinião da família para o convite que Nana lhe fez, para trabalhar de novo na mansão.

16OUTQuarta-feira

Ramon não concorda com o retorno de Paloma para a mansão. William entrega a Gisele a medalha que Yuri esqueceu. Alice e Gabriela pedem a Paloma para não voltar a trabalhar para Alberto. Gisele e Yuri se beijam. Ramon vibra ao saber que conseguiu o apoio da NBA para o projeto de basquete na quadra de Bonsucesso. Ramon fica decepcionado quando Alice lhe conta que Paloma decidiu voltar a trabalhar na mansão. Alberto promete a Paloma que irá ajudá-la a realizar seus sonhos. Ramon termina seu noivado com Paloma.17OUTQuinta-feira

Paloma conversa com Ramon. Paloma e Ramon avisam aos filhos que continuarão a ser uma família mesmo com a separação. Francisca diz a Ramon que irá ajudá-lo a escrever o projeto para a NBA. Natasha comenta com Marcos que percebe que há algo mal resolvido entre ele e Paloma. Nana faz o exame de gravidez e o resultado dá positivo, mas ela se desespera por não saber quem é o pai do filho que espera. Paloma encontra o exame de Nana e pergunta se ela está grávida.18OUTSexta-feira

Nana pede segredo a Paloma sobre sua gravidez. Gisele se assusta com a intenção de Diogo de envenenar Alberto. Paloma pede a Ramon para voltar para casa. Diogo coloca o veneno na xícara que está à frente do local em que Alberto costuma sentar à mesa. Gisele fica apavorada ao ver que Sofia sentou no lugar de Alberto. Paloma sugere que as xícaras sejam trocadas como a brincadeira de escravo de Jó, o que faz com que Diogo não saiba mais qual a xícara que contém o veneno. Alberto convida todos a tomarem o chá.

19OUTSábado

Diogo finge um mal-estar para impedir que alguém tome o chá envenenado. Gisele ameaça se afastar de Diogo. Paloma não diz a Marcos que seu noivado com Ramon terminou. Ramon confessa a Francisca que ainda é apaixonado por Paloma. Diogo flagra Gisele com Yuri e os ameaça. Gisele avisa a Diogo que Nana está grávida, e o advogado comemora. Mário consola Silvana, que fica abalada com a morte de sua personagem no final da novela. Diogo conta à família que Nana está grávida. (gshow)

Bruno Bulldoguinho mostra raça, mas é finalizado por Khalid Taha na sua primeira luta no UFC

Na sua estreia no UFC, o peso-galo brasileiro Bruno Bulldoguinho não foi feliz diante do alemão Khalid Taha. Com uma atuação segura nos três rounds, Taha conseguiu encaixar um katagatame aos 3m00s de luta no terceiro round, finalizando o brasileiro e chegando à terceira vitória em cinco lutas pela organização, e a segunda seguida.

Khalid Taha festeja a vitória sobre Bruno Bulldoguinho no UFC 243 — Foto: Getty Images

Khalid Taha festeja a vitória sobre Bruno Bulldoguinho no UFC 243 — Fotos: Getty Images

A luta começou com os dois lutadores buscando os chutes baixos, mas foi Khalid Taha quem acertou o primeiro golpe duro de esquerda, derrubando Bruno Bulldoguinho. O brasileiro levantou-se rápido, e buscou o clinche junto à grade para se recuperar. Os dois atletas voltaram ao centro do octógono, a Taha manteve-se mais efetivo na trocação até receber um chute de raspão na região genital, precisando de pouco tempo para s recuperar. O brasileiro se movimentava, mas não encontrava espaço para tentar levar a luta para o chão. O alemão se defendia bem, mas uma joelhada recebida novamente na região genital interrompeu novamente o combate. Na volta ao combate, Taha partiu para cima do brasileiro, que desviou-se e evitou os ataques do rival até o intervalo.

Khalid Taha conseguiu um novo knockdown logo no começo do segundo round. Bulldoguinho mais uma vez recuperou-se e, desta vez, conseguiu derrubar o alemão, ficando por cima no chão, na guarda do rival. Taha buscava os ataques com pedaladas, e Bulldoguinho respondia com um “ground and pound” pouco efetivo, mas também buscava posições para tentar finalizar. O brasileiro manteve a luta no chão, não dando chances ao alemão para se erguer até o intervalo.

Khalid Taha acerta um golpe de esquerda em Bruno Bulldoguinho no UFC 243 — Foto: Getty Images

A luta recomeçou no terceiro round com Bulldoguinho buscando a luta agarrada junto à grade. Taha evitava ser derrubado, e tentava desferir joelhadas na sua cabeça. O alemão se afastou e, após evitar ser derrubado novamente, dominou as costas do brasileiro e conseguiu fazer a transição para um katagatame. Bulldoguinho não conseguiu resistir e desistiu do combate pouco antes de apagar.

Jake Matthews vence Rostem Akman em luta morna

Na luta que encerrou o card preliminar do UFC 243, o peso-meio-médio australiano Jake Matthews venceu o sueco Rostem Akman por decisão unânime dos juízes (triplo 30-27) em uma luta morna e sem momentos de emoção.

Jake Matthews acerta chute em Rostem Akman no UFC 243 — Foto: Getty Images

O primeiro round foi morno, com muita movimentação e pouca ação efetiva dos dois lutadores. Matthews tomou a iniciativa dos ataques na maior parte das vezes, e se esquivou das tentativas de golpes de Akman. O australiano começou o segundo round atacando o sueco, desequilibrando-o mesmo sem ser contundente. Mostrando mais confiança, Jake Matthews distribuía melhor seus golpes, enquanto Rostem Akman lançava socos no ar, sem precisão. O panorama da luta não se alterou no terceiro round.

Callan Potter vence Maki Pitolo em “briga de boteco”

No penúltimo duelo do card preliminar, o peso-meio-médio australiano Callan Potter venceu o havaiano Maki Pitolo por decisão unânime dos juízes (triplo 29-28) em uma luta que começou em ritmo muito acelerado, no melhor estilo “briga de boteco” e terminou muito mais lenta, mas mesmo assim agradou o público.

Callan Potter golpeia Maki Pitolo em sua vitória no UFC 243 — Foto: Getty Images

Após um começo no melhor estilo “briga de boteco”, com golpes lançados de qualquer maneira pelos dois lutadores, Maki Pitolo conseguiu ficar por cima de Callan Potter no chão e quase encaixou um mata-leão, mas a posição não era perfeita, o que o fez desistir do golpe. Potter ergueu o rival e se livrou de uma tentativa de guilhotina. A luta voltou a ser disputada em pé, e de forma franca. Nos últimos segundos, os dois ficaram na grade sem mostrar muita ação. O ritmo da luta diminuiu no segundo round, ficando menos emocionante e mais equilibrada, sendo disputada a maior parte do tempo na grade, com trocas de golpes curtos.

No terceiro round, com os dois lutadores já mais cansados, a luta passou a ser disputada no chão, com Callan Potter levando vantagem sobre Maki Pitolo. Muito desgastado, o havaiano não conseguiu livrar-se do australiano, que se manteve por cima e, mesmo sem ser contundente, conseguiu ficar em vantagem até o fim da luta.

Brad Riddell vence guerra contra Jamie Mullarkey

No primeiro duelo entre Austrália e Nova Zelândia do UFC 243, quem levou a melhor foi o peso-leve estreante neozelandês Brad Riddell, que venceu o também estreante Jamie Mullarkey por decisão unânime dos juízes (29-27, 30-26 e 30-26) em um combate empolgante e muito disputado por ambos os atletas.

Brad Riddell venceu uma batalha contra Jamie Mullarkey no UFC 243 — Foto: Getty Images

O primeiro round trouxe os dois lutadores mostrando agressividade, indo para a luta aberta. Brad Riddell era mais efetivo nos seus ataques, enquanto Mullarkey se defendia mais do que atacava e tentava os contra-ataques, mas sem muito sucesso. O australiano apostou na luta agarrada no segundo round, conseguindo uma queda, mas sofrendo a reversão pouco depois. Riddell voltou a lutar de pé e seus ataques incomodavam Mullarkey. O australiano tentou uma nova derrubada, mas o neozelandês mais uma vez levou a melhor, caindo na montada e indo para as costas. Nos últimos segundos, Mullarkey mostrou raça ao inverter a posição, terminando o round por cima.

A disputa continuou intensa no terceiro round. Brad Riddell conseguiu bons ataques, castigando Jamie Mullarkey em pé. O australiano resistiu, e contra-atacou com muita força, abalando o rival e buscando as suas costas no chão. O neozelandês resistiu à tentativa de finalização e voltou a lutar de pé. A luta era empolgante, e os dois atletas buscavam o nocaute, e mesmo cansados e desgastados, não desistiam, e atacaram um ao outro até o último segundo de combate, sendo aplaudidos pelos fãs ao fim da luta.

Megan Anderson finaliza Zarah Fairn dos Santos

Precisando de uma vitória convincente no UFC – havia perdido duas de suas três lutas na organização -, a peso-pena australiana Megan Anderson finalmente mostrou que pode ser considerada uma ameaça na categoria. Diante da estreante francesa Zarah Fairn dos Santos, Anderson teve uma atuação segura e finalizou a rival com um triângulo aos 3m57s do primeiro round. A lutadora não escondeu a emoção após a luta, deixando claro que se sentia pressionada pelos seus últimos resultados no evento.

Megan Anderson finalizou Zarah Fairn dos Santos com um triângulo no UFC 243 — Foto: Getty Images

O combate começou com Zarah Fairn dos Santos partindo para o ataque contra Megan Anderson. A australiana se defendeu e derrubou a francesa junto à grade, na meia-guarda, conseguindo a montada em seguida. Dos Santos tentava golpear de baixo para cima, enquanto Anderson não conseguia atacar, mesmo estando em posição de vantagem. A australiana usava o seu tamanho para impedir que a rival se levantasse, mas mostrava pouca habilidade no chão, permitindo a raspada da francesa. Por baixo no solo, Anderson conseguiu encaixar um triângulo que forçou Dos Santos a desistir da luta.

Ji Yeon Kim nocauteia Nadia Kassem

A noite não começou bem para os atletas australianos. Primeira representante do país a subir no octógono, a peso-mosca Nadia Kassem foi nocauteada pela coreana Ji Yeon Kim aos 4m59s do segundo round. Logo após a luta, Kim pediu para ser escalada no evento de encerramento do ano do UFC, no dia 21 de dezembro, na Coreia do Sul.

Ji Yeon Kim golpeia Nadia Kassem na sua vitória no UFC 243 — Foto: Getty Images

Nem bem a luta começou e Nadia Kassem partiu em disparada para cima de Ji Yeon Kim. A coreana recebeu um chute na região da cintura, e contragolpeou com um direto de encontro que derrubou a australiana. Kassem levantou-se logo e, aproveitando a proximidade de Kim, derrubou a rival, que também se ergueu rapidamente. A luta se manteve morna e sem muita movimentação até o intervalo.

O segundo round começou no mesmo ritmo do fim do round anterior, com Kassem tomando a iniciativa e Kim buscando os contragolpes. A australiana foi beneficiada pelo árbitro ao perder o protetor bucal após um golpe recebido e ver a luta ser interrompida imediatamente para que ela o recolocasse. A coreana mostrou surpresa com a atitude do árbitro, mas manteve-se na luta, e conseguiu assumir o comando do combate com uma série de golpes que foram minando a resistência de Kassem. Kim não diminuiu a pressão e conseguiu o nocaute no último segundo do round.

Confira todos os resultados do evento:

CARD PRINCIPAL
Israel Adesanya venceu Robert Whittaker por nocaute aos 3m33s do R2
Dan Hooker venceu Al Iaquinta por decisão unânime (30-27, 30-27 e 30-26)
Sergey Spivak venceu Tai Tuivasa por finalização aos 3m14s do R2
Dhiego Lima venceu Luke Jumeau por decisão dividida (29-28, 28-29 e 29-28)
Yorgan DeCastro venceu Justin Tafa por nocaute aos 2m10s do R1
CARD PRELIMINAR
Jake Matthews venceu Rostem Akman por decisão unânime (triplo 30-27)
Callan Potter venceu Maki Pitolo por decisão unânime (triplo 29-28)
Brad Riddell venceu Jamie Mullarkey por decisão unânime (29-27, 30-26 e 30-26)
Megan Anderson venceu Zarah Fairn dos Santos por finalização aos 3m57s do R1
Ji Yeon Kim venceu Nadia Kassem por nocaute técnico aos 4m59s do R2
Khalid Taha venceu Bruno Bulldoguinho por finalização aos 3m do R3

(sportv)

Adesanya dá show, nocauteia Robert Whittaker e desafia Paulo Borrachinha no UFC 243

No Marvel Stadium, estádio em Melbourne (AUS) que leva o nome de um universo mágico de seres extraordinários, o título de super-herói do peso-médio do UFC ficou com Israel Adesanya. Com uma performance impecável no UFC 243, o nigeriano, que fez uma entrada coreografada e cheia de estilo rumo ao octógono, nocauteou o australiano Robert Whittaker, então detentor do cinturão linear da categoria, aos 3m33s do segundo round, e tornou-se o campeão absoluto da divisão. Além disso, o nigeriano aumentou seu cartel invicto para 18-0 diante de um público de 57.127 espectadores, novo recorde de público presente a um evento do UFC.

Israel Adesanya acerta o golpe que nocauteou Robert Whittaker no UFC 243 — Foto: Getty Images

– Melbourne, vocês são demais! Eu me lembro de tudo. Eu estava lá em cima, e agora fiz o nariz dele sangrar. Foi tudo do jeito que eu esperava. Eu tinha do plano A ao plano Z para essa luta. Isso foi para quem disse que eu era muito magro. Ele me atingiu, e eu odeio ser atingido. Mas fui inteligente e consegui vencer. Você sabe quem é o próximo. Vou pegar um animal inflado. Paulo Borrachinha, eu vou acabar com você. Ele está falando muita besteira. Após nós lutarmos, ele vai parecer Ricky Martin. Acreditem em mim, eu vou acabar com esse cara – disse o novo campeão unificado do peso-médio do UFC.

Israel Adesanya derrubou Robert Whittaker no último segundo do primeiro round no UFC 243 — Foto: Getty Images

Presente ao evento, Paulo Borrachinha viu Israel Adesanya fazer-lhe um gesto obsceno quando ainda estava sobre a grade do octógono, e tentou subir para desafiá-lo logo após a luta, mas foi impedido pelos seguranças e funcionários do UFC.

Israel Adesanya festeja a vitória diante de um nocauteado Robert Whittaker no UFC 243 — Foto: Getty Images

A luta

O primeiro round começou com Whittaker atacando Adesanya em velocidade, entrando e saindo do raio de ação do nigeriano e disparando golpes fortes, que passavam perto da cabeça do campeão interino. O australiano tomava toda a iniciativa da luta, evitando se deixar encurralar na grade. Adesanya, por sua vez, esquivava com eficiência, mostrando muito reflexo e contra-atacando com combinações de socos e chutes que ficavam na guarda do campeão linear. No último segundo do round, Israel Adesanya encaixou um direto curto de direita que levou Robert Whittaker à lona, praticamente nocauteado. Mas, como o tempo havia acabado, o australiano teve tempo de se recuperar no seu córner.

Whittaker voltou para o segundo round novamente mostrando agressividade e buscando tomar a iniciativa da luta. Desta vez, no entanto, Adesanya não esperou muito para atacar e pressionar o rival. O australiano mostrava ter um grande repertório de golpes, mas o nigeriano controlava a luta e, ao perceber a aproximação de Whittaker, encaixou um novo direto curto de esquerda que mais uma vez derrubou Whittaker. Desta vez, com mais tempo para finalizar a disputa, Adesanya foi para cima do australiano e encerrou a luta com mais dois golpes.

Confira todos os resultados do evento:

CARD PRINCIPAL
Israel Adesanya venceu Robert Whittaker por nocaute aos 3m33s do R2
Dan Hooker venceu Al Iaquinta por decisão unânime (30-27, 30-27 e 30-26)
Sergey Spivak venceu Tai Tuivasa por finalização aos 3m14s do R2
Dhiego Lima venceu Luke Jumeau por decisão dividida (29-28, 28-29 e 29-28)
Yorgan DeCastro venceu Justin Tafa por nocaute aos 2m10s do R1
CARD PRELIMINAR
Jake Matthews venceu Rostem Akman por decisão unânime (triplo 30-27)
Callan Potter venceu Maki Pitolo por decisão unânime (triplo 29-28)
Brad Riddell venceu Jamie Mullarkey por decisão unânime (29-27, 30-26 e 30-26)
Megan Anderson venceu Zarah Fairn dos Santos por finalização aos 3m57s do R1
Ji Yeon Kim venceu Nadia Kassem por nocaute técnico aos 4m59s do R2
Khalid Taha venceu Bruno Bulldoguinho por finalização aos 3m do R3

(sportv)

Jade Barbosa se lesiona e equipe brasileira de ginástica fica fora da Olimpíada de Tóquio

A ginasta Jade Barbosa se machucou neste sábado (5) durante o Campeonato Mundial de ginástica artística. Segundo a Folha de S. Paulo, a lesão aconteceu durante o primeiro aparelho de sua apresentação, o cavalo.

Foto: RICARDO BUFOLIN / PANAMERICA PRESS / CBG

A ausência de Jade foi decisiva. Com isso, a equipe feminina brasileira ficou apenas na 14ª colocação, resultado que tirou o time dos Jogos Olímpicos do próximo ano, em Tóquio – apenas os nove primeiros se classificavam. O país participou da ginástica artística por equipes nas últimas quatro edições das Olimpíadas.

No entanto, a modalidade não ficará sem brasileiras. Flávia Saraiva garantiu três finais individuais na competição – individual geral, trave e solo. Com isso, garantiu sua vaga individual para a Olimpíada na modalidade individual geral.

Open chat