IRepórter

Prefeitura de Itapetinga ainda não tem previsão para vacinar policiais civis e guardas municipais

Foto: reprodução/ilustrativa

As forças de segurança pública e salvamento estão previstas no Programa Nacional de Imunização, do Ministério da Saúde, e são um dos grupos que mais se expõem aos riscos de contágio.

Diversas ações tiveram que ser realizadas pelos sindicatos que representam as categorias. No último dia 30 de março, uma reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), que é uma instância deliberativa do Sistema Único de Saúde (SUS) e reúne os 417 municípios e o estado, aprovou a medida. Na quinta-feira (1°), o governo baiano começou a vacinar os profissionais de segurança acima de 50 anos.

Policiais militares lotados na 8ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Itapetinga) já foram vacinados, um alívio para profissionais que estão na luta contra o crime e o vírus.

Porém, aproximadamente 20 policiais, incluindo, delegados, escrivães e investigadores, ainda não receberam a primeira dose do imunizante. Enquanto policiais civis de Itororó e Nova Canaã já foram vacinados.

A Polícia Civil da Bahia já perdeu 20 policiais por causa do coronavírus.

Os agentes da Guarda Civil Municipal (GCM) de Itapetinga, que também estão ligados diretamente no combate ao vírus, ainda não receberam a primeira dose da vacina.

Procurada pelo IREPÓRTER, a prefeitura local informou que não há previsão para a nova etapa de vacinação dos profissionais de segurança pública. As doses são enviadas pela SESAB, a prefeitura só fica sabendo sobre a quantidade das desses, quando elas são entregues pela DIRIS (Diretoria Regional de Saúde).

Veja também⇓

Itapetinga | Jovem é preso em flagrante pela Polícia Militar

Polícia Militar acaba com festa clandestina em Itapetinga

Mulher com Coronavírus morre no Hospital Cristo Redentor

Grave acidente com duas vítimas em Iguaí

 


Curta e Compartilhe.


Leia Também

Open chat