Por IRepórter

Um comerciante está preso no Complexo Policial de Itapetinga depois de ter sido acusado de torturar e estuprar a ex-esposa.

O casal morou junto durante um ano e há 2 meses está em processo de separação. O ex-companheiro não aceita o fim do relacionamento. No fim da noite da última segunda-feira (21), ele marcou um encontro com a vítima em uma lanchonete do Bairro Camacã para entregar um documento. A mulher disse que o homem estava armado e lhe obrigou a entrar no carro dele.

A mulher informou ainda que foi levada até uma estrada de terra, às margens da BA-263, próximo ao Frigorífico JBS, onde foi torturada e estuprada pelo ex-marido.

Posteriormente, a Polícia Militar foi acionada e o homem acabou preso em flagrante delito.

A mulher, que apresentava ferimentos na cabeça e pescoço, passou por exames no Departamento de Polícia Técnica (DPT), em Itapetinga. O celular da vítima estava com marca de tiro.

A justiça criminal de Itapetinga já está ciente do ocorrido.

Por se tratar de crime sexual, outros detalhes do caso não serão divulgados pelo IRepórter para não expor a vítima.

Clique AQUI para entrar no grupo fechado do IRepórter Apenas para as pessoas que não fazem parte da lista de transmissão do site.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui